Ligações externas

 Câmara Municipal da Covilhã  Moodle
 Direcção Geral de Recursos Humanos da Educação Direcção Regional de Direcção do Centro 
 Gave  APEE.ESFHP
Sites de Interesse

 

moodle

 

     

 

 

 

 

 

 

 

Autenticação

Estatística do portal

Ver visitas de Artigos
1318647

Visita de estudo a Conímbriga

 

 

Apesar do tempo chuvoso, ainda deu para olhar demoradamente uma domus das mais representativas, os mosaicos, as muralhas e o museu com algum vagar e profundidade. Os alunos de Línguas e Humanidades dos 10º C e 10º D seguiram depois para Coimbra com os professores, onde observaram os processos de captação de dados meteorológicos e sísmicos no Instituto Geofísico da Universidade de Coimbra. A cidade convidava a  uma permanência maior e a uma visita mais demorada que o mero passeio pelo Pátio das Escolas, para lá da Porta Férrea, (para aí desejam alguns ir para continuar a sua formação na universidade, após o 12º na Frei!...) onde chegámos num passeio de autocarro que nos levou pela Baixa, ao lado da Igreja de Santa Cruz, pelo acesso à Cidade Universitária, ladeando a Sé Nova e o Museu Machado de Castro, construído sobre o cripto-pórtico do forum da romana Aeminium até à Cidade Universitária. O lanche foi saboreado no Parque da Cidade, ao lado do Mondego que, como é o "basófias", ameaçava neste dia, sair das margem e fazer mais uns estragos, num dia de chuva, salpicado com uns lampejos de sol bem quente que, no topo da cidade, no Instituto Geofísico, deu um ar da sua graça. O regresso à Covilhã, atravessando as paisagens molhadas e verdes do Pinhal, da Charneca e do Campo Albicastrense foi rápido, galgando os 200 Km pelas autoestradas e IP's que ainda não nos ligam diretamente à Covilhã,obrigando-nos a um semicírculo mais longo. 

Casimiro Santos